Reanimação cardíaca é tema de capacitação no Hospital Regional do Sudeste do Pará

Iniciativa tem como objetivo reforçar o protocolo de atendimento prestado na unidade

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, realizou na última quinta-feira (9), uma capacitação em Reanimação Cardiopulmonar para seus colaboradores. A iniciativa visa reforçar o protocolo de atendimento a pacientes com Parada Cardiorrespiratória (PCR) na instituição.

No Brasil, as doenças cardiovasculares são responsáveis por 35% das mortes, resultando em 300 mil óbitos por ano, segundo dados do Ministério da Saúde. Dessas mortes, 200 mil ocorrem por parada cardíaca, que exige rapidez no atendimento para aumentar as chances de sobrevivência da vítima.

O treinamento realizado na unidade, que pertence ao Governo do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde, foi ministrado pelo médico cardiologista Juan Felipe Castillo, e focou em diretrizes e técnicas necessárias para que os participantes estejam aptos para reconhecer e agir rapidamente em casos de PCR.

“A parada cardiorrespiratória é a interrupção da circulação sanguínea, decorrente da suspensão súbita e inesperada dos batimentos cardíacos. Após a parada, a pessoa perde a consciência em até 15 segundos e, se permanecer de 4 a 6 minutos sem oxigênio, as células cerebrais morrem, levando o indivíduo a óbito”, explica o cardiologista.

Castillo destaca que o treinamento contou com manequins para execução das manobras de reanimação cardiopulmonar, técnica utilizada para restaurar artificialmente a circulação e as trocas gasosas nos pulmões, sendo fundamental para manter o cérebro e os neurônios vivos durante uma parada cardiorrespiratória.

Foto: Divulgação

“O treinamento é importante pois permite que os profissionais estejam preparados para agir em emergências, quando cada segundo é fundamental para salvar a vida do paciente. Com o conhecimento e prática das técnicas de reanimação cardiopulmonar é possível aumentar as chances de sobrevivência e reduzir as sequelas”, enfatiza o cardiologista.

As ações de capacitação no Regional de Marabá são desenvolvidas pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP), que durante todo o ano promove periodicamente treinamentos para os mais de 600 profissionais que atuam na instituição.

“O treinamento dessa semana foi voltado para os profissionais do serviço de hemodinâmica da unidade, no entanto, a iniciativa é desenvolvida constantemente em todos os setores do hospital, contribuindo para garantir humanização, qualidade e segurança no atendimento”, afirma Crisila Reis, enfermeira do Regional de Marabá.

Sobre o Hospital – O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso, localizado em Marabá, foi entregue à população em outubro de 2006 e, desde então, é gerenciado pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

A unidade atua como referência para média e alta complexidade, e possui perfil de atendimento com foco nas especialidades de neurocirurgia, traumatologia, ortopedia, urologia, neonatal, hemodiálise, gestação de alto risco, hemodinâmica, cirurgia geral. Conta ainda com Unidades de Terapia Intensiva (UTI), sendo o único da região a dispor deste tipo de leito voltado exclusivamente para recém-nascidos, crianças e adolescentes.