Em 2022, Regional de Marabá ampliou cirurgias em quase 90%

Unidade, que atua como referência para 22 municípios na região Sudeste, também ganhou novas alas e serviços assistenciais

 

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), registrou um aumento de 88,5% na quantidade de cirurgias realizadas em 2022, chegando a um total de 2.902 procedimentos. No ano anterior, foram 1.539.

A unidade, pertencente ao Governo do Pará e gerenciada pela Pró-Saúde, atua como referência para mais de 1 milhão de pessoas de 22 municípios da região e conquistou um índice de 98% de aprovação dos seus usuários.

O aumento da oferta dos procedimentos cirúrgicos na instituição é fruto de um mutirão realizado ao longo do ano passado pela unidade, em parceria com a Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará), retomando as cirurgias eletivas de média e alta complexidades, após o período mais crítico da pandemia do novo coronavírus.

Valdemir Giratto, diretor Hospitalar do Regional de Marabá, lembra que durante um ano e meio, entre abril de 2020 e setembro de 2021, a unidade atuou como referência para tratamento de casos da covid-19, com leitos exclusivos para a doença durante o pico da crise sanitária mundial.

“Criamos uma força-tarefa que realizou, em média, 240 procedimentos por mês, com destaque para as especialidades de ortopedia, neurologia, oftalmologia, urologia, bucomaxilo, cirurgia geral e lábio leporino”, enfatiza Valdemir.

No total, a unidade realizou mais de 560,8 mil atendimentos em 2022, entre consultas, exames, partos, internações e cirurgias. O gestor ressalta ainda que, no ano passado, foram internados, no Regional de Marabá, cerca de quatro mil pacientes, número 47% maior em comparação com o mesmo período de 2021, quando foram 2,7 mil.

“Com o aumento do número de cirurgias, cresceu também a rotatividade dos leitos da clínica cirúrgica do hospital, o que implicou em um número maior de internações, beneficiando mais pessoas que necessitam dos nossos serviços de saúde”, explica o diretor.

Ampliação e Novos serviços

Em 2022, o Hospital Regional do Sudeste do Pará recebeu importantes investimentos do Governo do Pará, que possibilitaram a implantação de novos serviços da unidade, como o Centro de Hemodinâmica, que realizou centenas de exames e tratamentos nas áreas cardiológica e neurológica.

Luiz Aires, de 68 anos, da cidade de Marabá, foi um dos primeiros usuários a utilizar o novo serviço, em junho do ano passado. Na ocasião, foi submetido ao exame de cateterismo cardíaco.

“Seis meses após a cirurgia, estou me sentindo muito bem. Antes de fazer o procedimento no Regional de Marabá, tinha sofrido um infarto e três paradas cardíacas, esse novo setor salvou minha vida”, contou o aposentado.

Benjamin Ferreira, diretor Administrativo e Financeiro da unidade, destaca que a implantação do setor de hemodinâmica na instituição era um sonho antigo da comunidade local, que antes precisava se deslocar até a capital para realizar os procedimentos.

“Possuímos um dos equipamentos de hemodinâmica mais modernos do país. Desde a sua instalação, já salvamos a vida de centenas de pacientes. Também recebemos novos equipamentos para a UTI Neonatal, que contribuem, diariamente, para a recuperação dos bebês internados aqui no Regional”, complementa Benjamin.

O diretor também cita que no ano passado, foram ampliadas as cirurgias de correção de lábio leporino e fenda palatina, com atendimento a dezenas de pacientes, que passaram por procedimentos cirúrgicos essenciais para a saúde e qualidade de vida.

A unidade também concluiu as obras do novo almoxarifado, que dobrou a capacidade de armazenamento de medicamentos e insumos hospitalares. Em 2022, foram iniciadas ainda as obras de adaptação e reforma dos espaços que irão abrigar a nova ala oncológica, com previsão de entrega para esse ano.

Sobre o hospital

O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso, localizado em Marabá, interior paraense, foi entregue em outubro de 2006 e, desde então, é gerenciado pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A unidade atua como referência para média e alta complexidade, e possui perfil de atendimento com foco nas especialidades de neurocirurgia, traumatologia, ortopedia, urologia, neonatal, hemodiálise, gestação de alto risco, hemodinâmica, cirurgia geral. Conta ainda com Unidades de Terapia Intensiva (UTI), sendo o único  da região a dispor deste tipo de leito voltado exclusivamente para recém-nascidos, crianças e adolescentes.

Fonte: Ascom/HRSP