No Regional de Marabá, projeto fotográfico destaca beleza de bebês prematuros

A iniciativa já retratou mais de 300 pacientes que passaram por atendimento na UTI Neonatal, desde 2020

No Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, os bebês da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, participam do projeto “Ternura em Foco”, que capta imagens emocionantes dos prematuros durante sua internação.

Há 40 dias, Edileia Conceição, da cidade de Bom Jesus do Tocantins, acompanha o filho Alisson Lima, internado no HRSP. O pequeno é um dos prematuros que participam do projeto fotográfico, que visa registrar os primeiros dias e meses dos bebês internados na unidade.

“Sempre faço questão que meu filho participe dessa ação maravilhosa. Eles registram e depois me entregam a foto impressa para guardar de recordação. Pode parecer pouco, mais para uma mãe que está há mais de um mês internada em um hospital com seu filho, representa muito, acalenta meu coração”, destaca Edileia.

Implantado em setembro de 2020, na unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde, a iniciativa visa oferece um ambiente humanizado e, ao longo de dois anos, já beneficiou 331 bebês.

Flávia Fernandes, analista de Humanização do Regional de Marabá, destaca que o projeto traz também conforto, carinho, otimismo e muito amor aos pais e aos bebês da UTI Neonatal, que estão em momento delicado lutando pela vida.

“O projeto surgiu para proporcionar uma lembrança positiva do tempo de internação dos bebês. Sabemos que são dias, e até meses, de angústia para a família, e tentamos com os projetos de humanização desenvolvidas na unidade amenizar um pouco desse sofrimento”, explica Flávia.

A profissional ainda ressalta que o registro fotográfico é realizado semanalmente pela Comissão de Humanização, mediante autorização dos pais, seguindo e respeitando a individualidade, os períodos de descanso e o quadro clínico de cada bebê.

UTI Neonatal

O Hospital Regional do Sudeste do Pará é uma unidade de saúde da rede pública estadual, que atende cerca de 1 milhão de pessoas, em 22 municípios. A unidade é referência no atendimento neonatal, com nove leitos de UTI, e se consolida como uma das mais bem equipadas do interior do Pará.

São cerca de 40 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogos e fisioterapeutas, que se revezam 24 horas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Neonatal.