Feira do Hospital Regional de Marabá dissemina cultura de segurança do paciente

Para fortalecer a cultura da segurança do paciente em Marabá (PA), o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, realizou neste mês a I Feira dos Protocolos de Segurança. A ação aconteceu nos corredores da Unidade, onde, de forma lúdica, colaboradores, pacientes e acompanhantes trocaram informações sobre a rotina hospitalar e importantes medidas preventivas que devem ser adotadas no atendimento ao usuário, desde a sua admissão até a alta médica, transferência ou remoção.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um em cada dez pacientes sofre um evento adverso ao ser atendido em ambientes hospitalares nos países desenvolvidos. Em alguns casos, a falha na segurança assistencial é a causa do óbito de pacientes. No Brasil, desde 2013, o Ministério da Saúde reforça as medidas de segurança no País, por meio do Programa Nacional de Segurança do Paciente, que prevê seis metas para minimizar esses riscos nos estabelecimentos de saúde: identificação do paciente, comunicação efetiva entre os profissionais, segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos, cirurgia segura, prática de higiene das mãos e prevenção de queda e lesão por pressão.

Mais de 700 pessoas participaram da I Feira dos Protocolos. Uma delas foi Mikaelle da Silva Alves, que acompanha a internação do marido há mais de dois meses. “Foi muito legal a forma como as informações foram repassadas aqui, tudo com jogos e desafios, facilitando o nosso entendimento. É importante para nós, acompanhantes, compreender essa rotina, os protocolos e as normas do Hospital, porque fica mais fácil contribuir para a melhora do nosso familiar”, disse ela.

Para a diretora Assistencial do Hospital Regional de Marabá, Maria do Carmo Freitas, a ação reforçou que a segurança do paciente não é uma tarefa apenas dos profissionais assistenciais, mas de todos que fazem parte do dia a dia da Unidade. “Nosso maior desafio foi colocar pessoas de todas as áreas em todos os grupos, para que a cultura de segurança fosse entendida como responsabilidade de todos, e daí em diante disseminar essas informações para os usuários, acompanhantes e visitantes. Tudo isso foi feito com muita criatividade e boa didática, chamando atenção para cuidados essenciais que devem ser tomados para garantir a assistência segura e qualificada”, afirmou a gestora.

Além da I Feira dos Protocolos, ao longo desta semana, como parte da agenda de segurança do paciente, o HRSP inicia o processo de gerenciamento de riscos, com o objetivo de implantar ações preventivas, corretivas e contingenciais para garantir a eficácia do atendimento. Até sexta-feira, 19/07, os gestores de todos os setores da Unidade farão o mapeamento dos riscos a partir da análise de suas rotinas e fluxos de trabalho. A ideia é localizar possíveis gargalos que impactam na segurança, saúde humana, integridade profissional, meio ambiente e imagem institucional e criar ações de melhoria.