Em cinco meses, Hospital Regional de Marabá realizou mais de mil cirurgias

Há cinco anos, o açougueiro Manoel Rodrigues, 63 anos, sofria de dores nas articulações devido à artrose. Com a indicação de tratamento cirúrgico, ele viajou 160 quilômetros para ser atendido no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso, gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em Marabá (PA), único da região a oferecer a cirurgia de artroplastia de quadril pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A Unidade, que é referência para 22 municípios paraenses, atende a maioria das cirurgias de média e alta complexidades na região. De janeiro a maio, o HRSP realizou 1.188 cirurgias, 6,8% a mais que no mesmo período de 2018. Os procedimentos ortopédicos e de Cirurgia Geral correspondem a quase 50% dos atendimentos no centro cirúrgico do Hospital.

“Sou muito grato pelo atendimento no Hospital, porque antes das duas cirurgias que fiz no quadril, ficava o dia inteiro a base de remédio. Era tanta dor que eu só conseguia andar de muletas. Hoje estou muito bem. Visto o que eu era, eu estou novo, e sonho com o dia em que conseguirei andar normalmente de novo”, contou seu Manoel Rodrigues.

Além das áreas de Ortopedia e Cirurgia Geral, o Hospital também realiza cirurgias nas seguintes especialidades: Buco-maxilo-facial, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Neurocirurgia, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Urologia. Com o projeto de reforma e ampliação da Unidade, o Hospital deve aumentar em 60% a capacidade de atendimento em seu centro cirúrgico, passando da média atual de 235 procedimentos mensais para 376.

Segundo o diretor hospitalar do HRSP, Valdemir Girato, a oferta desses serviços no interior do Estado garante o atendimento de qualidade à população. “Antes do Hospital ser criado em 2006, os pacientes de média e alta complexidades eram encaminhados para os grandes centros de saúde de fora. Agora eles recebem atendimento especializado na própria região, o que é muito positivo para a recuperação deles, porque não precisam ficar longe dos familiares. Soma-se a isso a busca contínua do Hospital pela melhoria da qualidade do atendimento por meio de medidas de segurança nacionais e internacionais”, explica o gestor.

Dentre os protocolos adotados pela Unidade para garantir a segurança dos pacientes, destaca-se o Protocolo de Cirurgia Segura, que integra o Programa Nacional de Segurança do Paciente, do Ministério da Saúde, e prevê ações a serem executadas pelas equipes antes, durante a após os procedimentos cirúrgicos.