Hospital Regional de Marabá orienta sobre prevenção das hepatites virais

Em alusão ao movimento “Maio Vermelho”, que sensibiliza a população para o diagnóstico precoce e o tratamento adequado das hepatites, o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em Marabá (PA), orientou os colaboradores da Unidade sobre os principais sintomas e formas de transmissão da doença. As informações foram repassadas durante a 12ª Semana Interna de Prevenção de Acidente de Trabalho (SIPAT), realizada neste mês, com o tema “Segurança 360º: a segurança do trabalho aplicada a todas as áreas da vida”.

As hepatites virais são inflamações no fígado provocadas por vírus. Elas são classificadas por letras do alfabeto (A, B, C, D e E), sendo as mais comuns no Brasil as hepatites A, B e C. Segundo o Ministério da Saúde, entre os anos de 1999 a 2017, 13.561 casos de hepatites foram registrados no Pará. Desse total, 745 pessoas morreram em decorrência de complicações da doença.

A transmissão da hepatite A se dá de forma fecal-oral, por meio da ingestão de água ou alimentos contaminados. No caso da hepatite B, a doença pode ser transmitida sexualmente, durante a gestação ou no parto, e a partir do compartilhamento de objetos como seringas, agulhas, escova de dentes, lâminas de barbear e alicates de unha. Já a hepatite C é transmitida principalmente por via sanguínea.

Além da prevenção da hepatite, durante a 12ª SIPAT do Hospital Regional de Marabá também foram abordados assuntos como segurança no trânsito, bem-estar e qualidade de vida, infecções sexualmente transmissíveis e biossegurança. A programação contou com o apoio do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano, do Centro de Testagem e Aconselhamento de Marabá, do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Marabá e da SOS Consultoria Empresarial de Marabá.

“Todos os palestrantes, de diferentes áreas e saberes, trouxeram informações importantíssimas para a segurança e o bem-estar dos profissionais do Hospital no ambiente de trabalho. A ação foi desenvolvida pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho e a Comissão Interna de Prevenção de Acidente, com a participação de diversas instituições parceiras”, disse a enfermeira do Trabalho do HRSP, Cinthia Miranda.