Hospital Regional de Marabá chama atenção para o combate ao lúpus

Nesta sexta-feira (10) é celebrado o Dia Mundial da Luta contra o Lúpus, doença provocada pelo desequilíbrio no sistema imunológico, o que origina um ataque ao próprio corpo do paciente, podendo afetar áreas como a pele, os rins, as articulações, o coração e o pulmão. Para alertar a população sobre o assunto, o nefrologista Lourisvaldo Gonçalves de Souza, que atua no Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em Marabá (PA), esclarece sobre os principais sintomas e tratamentos da doença.

Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, estima-se que 65 mil pessoas sejam acometidas pelo Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) no País, a maioria mulheres jovens em idade fértil. Quando atinge os homens, em geral, os casos são mais graves.

“O lúpus pode apresentar sintomas comuns a outras doenças, mas exames laboratoriais levam a um diagnóstico diferencial. Em geral, as principais manifestações são erupções na pele, febres, dores articulares, com a presença de inchaço, e urina espumosa devido à perda de proteína. Esses sinais são alertas para que o paciente consulte um especialista para que haja o controle da doença”, explica o nefrologista.

Com causa e cura desconhecidas, o lúpus pode ser controlado com o uso de imunossupressores e medicações antiproteinúricas, dentre outros, dependendo das manifestações. Também é recomendado o uso regular de protetor solar, diminuição do estresse e, ainda, cautela na utilização de hormônios e anticoncepcionais. Além disso, a doença exige um atendimento multidisciplinar com reumatologista, dermatologista e nefrologista.

Sobre a Unidade
O HRSP tem 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia.

Sobre a Pró-Saúde
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de onze Estados brasileiros – a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativo, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.