Campanha de doação de sangue do Hospital Regional de Marabá segue até sexta-feira, 14/12

Nesta terça-feira, 11/12, a auxiliar Administrativa, Maiara Silva, abraçou uma nova causa: a doação de sangue. Ela aproveitou que o Hemopa Marabá instalou um posto de coleta volante no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), onde trabalha, para doar pela primeira vez. “O fato de trabalhar em uma Unidade Hospitalar me fez ver ainda mais a necessidade de ajudar as pessoas que precisam de transfusão. Então, sempre que tiver oportunidade, vou fazer essa boa ação”, comentou a colaboradora.

Iniciada no dia 10/12, a 34ª Campanha de Doação de Sangue do HRSP é uma estratégia da Instituição para ajudar a repor o estoque do banco de sangue do Hemocentro regional. A Unidade é uma das que mais demandam esse serviço na região, pois realiza, em média, 180 transfusões mensais. Na maioria das vezes, o procedimento atende a recém-nascidos internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, vítimas de acidente de trânsito e pacientes que passam por cirurgias.

Como Maiara, a usuária Francisca Dantas também estreou como voluntária nesta campanha. “Eu estava na Recepção acompanhando um familiar que faria exame, quando os funcionários anunciaram que teria a coleta no Hospital. Vim logo porque pensei no próximo. Hoje eu estou doando para desconhecidos, mas amanhã pode ser que quem precise seja um parente meu. Por isso, vou incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo, porque é o certo”, contou Francisca.

Segundo o biomédico da Agência Transfusional do HRSP, Gustavo Ramos, a meta é coletar, no mínimo, 120 bolsas até o final da campanha. “Fazemos a campanha três vezes ao ano, sendo uma delas em dezembro, quando há uma redução do número de doadores, mas a quantidade de pacientes não diminui. Algumas vezes até aumenta, devido à ocorrência de muitos acidentes nas estradas durante o período festivo”, explica. Ressalta-se, ainda, que esse período é chuvoso na maioria dos municípios paraenses e, com isso, muitas pessoas ficam gripadas ou resfriadas, um fator de impedimento para doações.

Nesta edição, o Hospital conta com a parceria da Planet Comunicação, Shopping Pátio Marabá, Clínica de Visão e Cirurgia de Olhos (CVCO) e Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará – Hemopa Marabá.

Requisitos

A Campanha de Doação de Sangue do Hospital Regional se encerra nesta sexta-feira, 14/12. Quem puder doar, deve comparecer ao Hemopa Marabá, das 7h às 12h30, na Rodovia Transamazônica, quadra 12, s/n, bairro Amapá, no núcleo Cidade Nova.

Os voluntários devem ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação ocorra, no máximo, até os 60 anos e que os menores de idade tenham autorização dos pais ou responsáveis; estar em boas condições de saúde, bem alimentado e não ter ingerido comida gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação; pesar, pelo menos, 50 kg; ter dormido, no mínimo, seis horas nas últimas 24 horas; e apresentar documento oficial com foto, como carteira de identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira de habilitação.

Sobre a Unidade

Referência em atendimento de média e alta complexidades, o Hospital Regional do Sudeste do Pará possui 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Abrange uma população superior a 1 milhão de habitantes em 22 municípios paraenses.
Com perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, a Instituição oferece atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia.

De janeiro a novembro de 2018, a Unidade realizou mais de 160 mil atendimentos, entre internações, consultas especializadas, exames, cirurgias e atendimentos multiprofissionais. A média de satisfação dos usuários nesse período é de 97,4%.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma das maiores entidades de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Fundada em 1967, como Associação Monlevade de Serviços Sociais, em João Monlevade (MG), a Pró-Saúde é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos. Tem sob sua responsabilidade 2.500 leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos, além de reunir um dos maiores quadros de administradores hospitalares do Brasil, contribuindo para a humanização do atendimento hospitalar, em especial do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com excelência técnica e credibilidade nacional, é uma entidade qualificada como Organização Social de Saúde (OSS) que oferece uma gama de serviços em benefício da vida. A atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor, permitindo que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, gestão de serviços de ensino e muitos outros. A entidade faz a gestão de quatro Centros de Educação Infantil, em São Paulo, cidade em que também fica localizada a sua Sede Administrativa.