Hospital Regional de Marabá recebe moção de aplausos da Assembleia Legislativa

Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, recebeu moção de aplausos da Assembleia Legislativa do Pará em reconhecimento à renovação do selo Green Kitchen em 2016.

Autor do pedido de votos à instituição, o deputado estadual Ozório Juvenil (PMDB) justificou em seu requerimento, que a unidade adota práticas sustentáveis e busca constantemente o aprimoramento do padrão de qualidade da alimentação servida aos seus usuários.

O parlamentar citou ainda como ações realizadas pelo HRSP, que garantiram a certificação, o uso de produtos de limpeza biodegradáveis, treinamento da equipe sobre temas relacionados à sustentabilidade e alimentação natural, além da separação dos resíduos inorgânicos e de óleo vegetal para reciclagem.

Emitido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (FUPAM), o selo Green Kitchen prevê ações em ambientação natural, alimentação saudável e sustentabilidade. Dentre outros benefícios, a proposta visa garantir que as instituições certificadas forneçam alimentos puros, com controle da adição de substâncias que podem alterar o organismo, como produtos químicos, hormônios e transgênicos.

Em 2015, o Hospital Regional de Marabá foi o primeiro do Norte e Nordeste a receber o certificado Green Kitchen.

Nutrição

Administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Regional do Sudeste do Pará é referência para mais de 1 milhão de pessoas em 22 municípios da região, tendo como foco o atendimento nas especialidades de Neurocirurgia, Traumatologia, Ortopedia e Cirurgia Geral.

Em 2016, ano em que renovou o selo Green Kitchen, a unidade produziu cerca de 308 mil refeições. O Serviço de Nutrição de Dietética (SND) oferece 27 tipos de dietas, que vão desde a líquida restrita até a refeição completa, que é servida aos colaboradores da unidade e acompanhantes. No caso dos pacientes internados, a alimentação fornecida depende do tipo de tratamento a que são submetidos.

Durante o atendimento na unidade, pacientes e acompanhantes são orientados pelas nutricionistas sobre a alimentação mais adequada para ser servida em casa. A intenção é  garantir o bem-estar dos usuários após a alta hospitalar. Também são realizadas palestras educativas sobre os benefícios da alimentação saudável à saúde, na recepção do Serviço de Apoio à Diagnose e Terapia (SADT), para usuários ambulatoriais.