Hospital Regional do Sudeste do Pará
Dr. Geraldo Veloso

O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso foi inaugurado em outubro de 2006 e, desde então, é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Possui perfil de atendimento com foco em neurocirurgia, traumatologia, ortopedia e cirurgia geral.

Referência para mais de 1 milhão de pessoas em 22 municípios da região, o hospital tem sua história marcada pela qualidade no atendimento e oferta de serviços de média e de alta complexidades que não são ofertados por outras unidades da rede pública na região, como gestação de alto risco, cirurgia plástica reparadora, tratamento em UTI, lesão de artéria com necessidade de prótese e ressecção transuretral da próstata. O nome da unidade é uma homenagem in memoriam a Geraldo Mendes Castro Veloso, um dos pioneiros da Medicina da região.

Os municípios referenciados pelo HRSP são: Abel Figueiredo, Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Breu Branco, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Dom Eliseu, Eldorado do Carajás, Goianésia do Pará, Itupiranga, Jacundá, Marabá, Nova Ipixuna, Novo Repartimento, Palestina do Pará, Parauapebas, Piçarra, Rondon do Pará, São Domingos do Araguaia, São João do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e Tucuruí.

Habilitações e certificações/ Prêmios e reconhecimentos

- Selo Green Kitchen 2017
- Hospitais Verdes e Saudáveis

Princípios fundamentais da assistência

O hospital

O Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP) está localizado em Marabá, um dos municípios mais populosos do Estado.

Possui 115 leitos, dos quais 77 são de unidades de internação clínica e cirúrgica e 38 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – 20 de UTI Adulto, 9 de UTI Pediátrica e 9 de UTI Neonatal. As especialidades disponibilizadas na unidade são anestesiologia, cardiologia, cirurgia buco-maxilo-facial, cirurgia plástica reparadora, cirurgia pediátrica, cirurgia vascular, cirurgia geral, clínica médica, endoscopia, infectologia, nefrologia, neonatologia, neurologia, pediatria, obstetrícia de alto risco, oftalmologia, ortopedia-traumatologia, otorrinolaringologia, radiologia, terapia intensiva e urologia.

A unidade oferece, ainda, atendimento em reabilitação (fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia), exames laboratoriais, diagnóstico por imagem e métodos gráficos (ressonância magnética, tomografia computadorizada, raio-x, ultrassonografia, teste ergométrico, ecocardiograma, eletrocardiograma e endoscopia).

Atendimentos


O hospital conta com uma equipe de mais 600 profissionais, entre diretos e indiretos. A equipe assistencial é composta por médicos, fisioterapeutas, terapeuta ocupacional, assistentes sociais, nutricionistas, psicólogo, fonoaudiólogo, odontólogos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Possui 115 leitos, dos quais 77 são de unidades de internação clínica e cirúrgica e 38 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – 20 de UTI Adulto, 9 de UTI Pediátrica e 9 de UTI Neonatal.

5829

Urgência e Emergência

229111

Exames

82784

Atendimento multiprofissional

3659

Internações

2629

Cirurgias

Certificações

O Hospital Regional do Sudeste do Pará é certificado com o selo Green Kitchen, emitido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente, em reconhecimento ao uso de práticas sustentáveis e constante busca pelo aprimoramento do padrão de qualidade da alimentação fornecida aos. O selo foi concedido à unidade em 2015 e renovado em 2016. O Hospital Regional do Sudeste do Pará foi o primeiro hospital da região Norte e Nordeste do Brasil a receber a certificação. A unidade também é certificada pela associação Hospitais Verdes e Saudáveis em reconhecimento a dois casos de estudo (energia elétrica e água) que visavam o uso consciente de recursos e redução de custos na unidade.

Programas e Projetos

Projeto Dez Minutos da Qualidade
Ação promovida pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP), com o intuito de fazer com que todos os colaboradores se sintam parte dos processos da unidade, envolvendo-os na busca pela segurança do paciente. O projeto consiste em apresentar as atividades desenvolvidas pelo Núcleo, em um encontro breve, de dez minutos, antes de reuniões setoriais.
Grupo de Apoio à Assistência (GAA)
O grupo realiza, semanalmente, reuniões com os acompanhantes e visitantes, para orientá-los sobre as normas e rotinas do hospital, descritas no Manual de Usuário e Acompanhante. A cada semana um setor diferente fica responsável por conduzir a reunião. O GAA faz uma grande diferença no trato com os usuários, tendo em vista que os familiares terão conhecimento suficiente para ajudar na recuperação dos mesmos. Quando os acompanhantes sabem do funcionamento do hospital, como horários e métodos, isso facilita o trabalho da assistência, além de confortar e dar segurança a todos os envolvidos no processo.
Projeto Amor Maior
Grupo de apoio às mães das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Neonatal e Pediátrica, formando uma rede de apoio afetivo-emocional, com objetivo de minimizar o sofrimento delas em relação à situação do bebê. As reuniões acontecem às quintas-feiras, às 10h, sob a coordenação da psicóloga, sendo uma semana voltada para o foco psicoterapêutico e a outra para arteterapia. A programação psicoterapêutica inclui dinâmica de apresentação, seguida de diálogo participativo, no qual o foco é a mãe, permitindo integração e trocas de vivências. De acordo com a demanda, outros facilitadores (médicos, enfermeiros, assistentes sociais, fisioterapeutas, fonoaudiólogo e nutricionistas) são convidados para contribuir com informações de suas especialidades.
Grupo Voluntário
Parte da Comissão de Humanização, cuja missão é contribuir com as ações de desenvolvimento do atendimento humanizado no hospital, especialmente assistencial religiosa, risoterapia, musicoterapia, oficinas de artesanato, corte de cabelo, embelezamento, entre outros. O grupo Voluntário implica na construção e fortalecimento do trabalho em equipe, viabilizando a participação da comunidade neste processo.
Projeto Acolher
Ação voltada para pacientes internados, em especial os de longa permanência, com o objetivo de minimizar sentimentos como ansiedade e ociosidade, ajudando na recuperação dos usuários durante a internação hospitalar. O projeto contempla quatro atividades: “Se Liga” (palestras educativas e dicas de saúde às quartas-feiras), “Me Acolha esta Semana” (apadrinhamento de usuários por colaboradores da unidade), “Pausa pra Diversão” (pinturas, recortes e cinema para crianças internadas) e “SAU Pipoca” (cinema para pacientes e acompanhantes às sextas-feiras).
Aniversariantes do Mês
É uma comemoração mensal, com coffee break preparado pelo SND, servido na sala de reuniões, para homenagear os colaboradores no mês do seu aniversário. Esta ação constitui uma oportunidade de integração e socialização no ambiente de trabalho, bem como apresentação de meios de harmonização pessoal e profissional, e construção de um ambiente de trabalho afetivo onde os colaboradores sejam reconhecidos como seres humanos em todas as suas dimensões. A comemoração é estendida aos pacientes internados, com a diferença de que o festejo é feito no dia do aniversário destes. Os familiares são convidados para a programação.
Pastoral da Saúde
A Pastoral da Saúde do HRSP é responsável por promover assistência religiosa voluntária de acesso a todos os usuários internos e familiares, caracterizando fonte de caridade, de valor terapêutico, com o potencial enorme de trocas. Dentre as atividades da pastoral estão celebração eucarística, celebração da palavra, unção dos enfermos, bênção da saúde, batismo, visitas religiosas nos leitos, além de doação de kits de higiene para usuários e acompanhantes, quando necessário. Os membros da Pastoral da Saúde são previamente capacitados quanto às normas e rotinas do hospital, as técnicas de abordagem, psicologia do enfermo e crises durante a hospitalização. Quanto às visitas nos leitos, só são realizadas se o usuário e/ou acompanhante estiverem de acordo.
Projeto Saúde com Educação e Humanização
É um ciclo de palestras educativas e preventivas realizadas uma vez por semana (quarta-feira), na recepção principal e ambulatório do hospital, no momento em que os usuários aguardam a realização de exame ou consulta médica, criando um espaço para orientação em saúde, discussões em grupo e apoio, tornando mais agradável o contato com o ambiente hospitalar. A ação é apoiada por diversos setores e pelas comissões. Além de estimular o fortalecimento de práticas de autocuidado, o projeto busca a conscientização político-sanitária para o exercício da cidadania e práticas de saúde.
Saúde nas Escolas
O HRSP também atua com orientações e educação em saúde para as escolas do município de Marabá. Bimestralmente, ou quando necessário, com calendário previamente agendado com a Secretaria Municipal de Educação ou diretamente com os diretores das escolas. Os profissionais do HRSP vão até a escola programada para ministrar uma breve palestra sobre temas voltados à prevenção e saúde.
Projeto Hospital Regional Amigo da Comunidade
Ações sociais e de saúde preventiva e educativa junto às comunidades em situação de vulnerabilidade, por meio de atendimentos em saúde básica, para melhoria da qualidade de vida da população e promoção do desenvolvimento social. Realizada de quatro em quatro meses, a ação contempla dois momentos:
1 - Visita de líderes ao HRSP: os líderes (representantes das escolas, postos de saúde, líderes dos bairros) e moradores da comunidade visitam o HRSP. O diretor geral os acolhe na sala de reuniões, e ministra apresentação referente à estrutura organizacional, estrutura física e de serviços, sistema de regulação de usuários, investimentos com reforma e ações do Governo do Estado. Após a apresentação, os representantes da comunidade, junto aos diretores e outros colaboradores, realizam visitas às dependências da unidade.
2 - Ação social e de saúde, conforme necessidade local: palestras educativas e preventivas, orientação nutricional, consultas médicas, consultas de enfermagem (dentro dos programas do Ministério da Saúde), atendimento de psicologia, aferição de pressão arterial e realização de teste de glicemia capilar, distribuição de material educativo, ouvidoria e captação de doadores de sangue.
Prodeva
Prática de valorização e ferramenta para harmonização pessoal e profissional da equipe assistencial. O projeto foi implementado em 2012 pela Direção de Enfermagem, visando aperfeiçoar o desempenho técnico, valorizar o trabalho de equipe e o relacionamento interpessoal, estimular a capacitação profissional e reduzir o absenteísmo. A cada semestre, três colaboradores, um de cada coordenação, são premiados, após avaliação de desempenho diante dos critérios estabelecidos: respeito às normas técnicas dos cuidados de enfermagem; trabalho em equipe e bom relacionamento interpessoal; Registro de Acompanhamento Individual (RAI) positivo; participação em treinamentos e orientações; pontualidade, bem como ausência de faltas e atestados. Os colaboradores são homenageados em cerimônia interna de premiação junto aos gestores e colegas de trabalho. Recebem das mãos do diretor geral uma placa comemorativa em agradecimento aos serviços prestados ao Hospital, além de uma folga a combinar e gratificação.